O ser humano é muito complexo


O ser humano é um ser muito complexo, coexistem diversas condições e circunstâncias que envolvem os modos de ser, agir, pensar e sentir de cada pessoa. Não somos fruto somente de nossa estrutura biológica, ou apenas de nossas relações sociais, mas de nossa relação dialética e subjetiva com o mundo.

Cada pessoa envolve várias condições e relações que o tornam ser como é. Não há uma simples maneira de compreender uma pessoa, mas uma multiplicidade de possibilidades a serem interpretadas por diversos pontos de vista.

Enquanto seres humanos somos seres naturais, pois nascemos com uma específica disposição biológica, somos também seres culturais, pois chegamos ao mundo num certo lugar e num período histórico, com valores e costumes que influenciam nossos modos de ser. Além disso, também desenvolvemos experiências subjetivas com nós mesmos, por meio das relações que estabelecemos com o mundo, com as pessoas e as coisas.

Enquanto seres naturais, cada pessoa nasce com algumas disposições e indisposições. Apesar das semelhanças, nossa condição natural não é igual a de outras pessoas, alguns são mais altos e outros mais baixos, alguns tem facilidade em fazer atividades físicas e outros se desempenham melhor em atividades que exigem concentração.

Enquanto seres culturais, nos diferenciamos de acordo com a cultura no qual estamos inseridos, dos hábitos do local e do período histórico em que experimentamos nossa vida. Adquirimos valores tomando algumas coisas como corretas e outras como inadequadas, o que nos diferencia de outras pessoas, pois existem diferentes modos culturais.

Além dessas condições, também experimentamos subjetivamente o modo como nos relacionamos com nossas condições naturais, com a cultura na qual estamos inseridos e com nós mesmos, com nossos desejos e sentimentos mais íntimos, desenvolvendo nossos próprios valores e visão de mundo.

Desenvolvemos uma história de vida que é única, não há como outra pessoa ter uma história como a nossa. Por mais duas pessoas atravessem por circunstâncias parecidas, o modo como cada uma sente, experimenta e reage é diferente, envolve suas condições biológicas, suas aprendizagens culturais e suas experiências subjetivas.

Percebendo todas essas condições que envolvem o ser humano, fica claro que qualquer tentativa de entender um sentimento ou uma ação humano por apenas uma maneira ou um padrão que igual para todos, acabaria por deixar de lado tantas outras questões que envolvem o ser em questão.

Não há como entender as ações ou emoções de uma pessoa de uma única maneira, pois enquanto humanos somos seres muito complexos. Coexistem diversas condições que envolvem os diferentes modos de ser, sentir, agir e pensar de cada pessoa.


Por Bruno Carrasco, psicoterapeuta existencial.
Tecnologia do Blogger.