Protágoras de Abdera, filósofo sofista


Protágoras de Abdera (480-411 a.C.) é considerado o primeiro e um dos mais importantes sofistas da Grécia Antiga. A base da filosofia de Protágoras está sintetizada em sua frase:

"O homem é a medida de todas as coisas, daquelas que são, enquanto são, e daquelas que não são, enquanto não são."

Nesta frase, "medida" significa o juízo que fazemos sobre a realidade, e as "coisas" são os fatos e experiências. Isso quer dizer que cada homem é resultado do juízo que faz de suas próprias experiências, e as coisas são como cada pessoa interpreta.

Segundo Protágoras, o modo como cada coisa se apresenta para mim, assim ela é para mim, tal como ela se apresenta para você, assim ela é para você. Deste modo, ele nega a ideia de um critério absoluto para distinguir o ser do não ser. O critério para a diferenciação torna-se o homem, cada homem especificamente. 

O vento que sopra é frio ou quente? A resposta vai depender de cada pessoa, algumas vão sentir frio outras calor, assim ninguém estará errado, pois a verdade está em cada sujeito, como ele julga sua própria experiência. As coisas que experimentamos, conhecemos de modo particular e muito pessoal, relativo a cada indivíduo, o que vai contra o proposta de alcançar um conceito absoluto para cada coisa.

Se o homem é a medida de todas as coisas, então coisa alguma pode ser medida para todos os homens. Portanto, as leis, as regras, a cultura, devem ser definidos por um conjunto de pessoas. As coisas são definidas pelas pessoas que as definem, o que vale para uma pessoa em determinada situação pode não valer para outra.

Não existe uma verdade absoluta, assim como não existem padrões morais absolutos. Cada coisa é para cada indivíduo, numa determinada situação. A pessoa sábia é aquela que consegue distinguir o que é mais vantajoso e decente para cada situação, convencendo os outros a reconhecer essa qualidade fazer com que eles a ponham em prática.

Assim como Sócrates, Protágoras foi acusado de ateísmo, tendo inclusive livros seus queimados em uma praça pública, motivo pelo qual fugiu de Atenas, estabelecendo-se na Sicília, onde morreu aos setenta e cinco anos.

"O homem é a medida de todas as coisas."
(Protágoras de Abdera)
Tecnologia do Blogger.